sábado, 20 de dezembro de 2014

O Natal dos Bichos - Poema infantil de Isabel Furini

Em uma linda floresta
aconteceu uma linda festa.


Uma festa de Natal
e os bichos não se cansavam de dançar.


O jacaré dançava com a sucuri,
e a sucuri beijou o seu nariz.


O gato do mato dançou com a pantera,
dançou e dançou a noite inteira.


O panda comeu os bolinhos de mel,
feitos com carinho pela papa-mel.


A onça estava contente
e até dançou com uma serpente.


E quem tocava piano?
Era um alegre tucano.


O lobo dançou com uma hiena,
e a hiena ficou rindo da baleia.


Muito zangada gritou a baleia:
- Já cansei do riso da hiena.


O lobo deixou a hiena rindo sozinha
e foi a dançar com uma linda doninha.


E o que ninguém sabia,
era que nessa floresta havia uma águia escondida.

Poema de Isabel Furini
                     
                     Procure a águia da floresta azul.

                                     Quadro de Carlos Zemek -

                                                         Onça - Quadro de Celia Dunker.


terça-feira, 1 de abril de 2014

O Dançarino Trapalhão (poema de Isabel Furini - tela de Elieder Corrêa da Silva)

João perguntou:
- Vamos dançar, minha querida?

E respondeu sua namorada
- Sim, João, mas lembre-se
que meus pés não são de gelatina.

-João, vamos dançar flamenco,
pois quando dançamos bolero
você pisa e machuca os dedos
de meus pés
e eu sinto que fui mordida
por um enorme jacaré. 

Poema de Isabel Furini - Contato: isabelfurini@hotmail.com

Quadro da artista plástica Elieder Corrêa da Silva.

Brinquedos


A menina está brincando.
Brinca, brinca a menina.
Ela tem lindos brinquedos,
presentes que recebeu de sua tia.

São bonecas e bichinhos:
macaco, urso e leão,
também tem um cachorrinho
que ela ama de coração.

Poema de Isabel Furini

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...